Conceitos

Acreditamos que, dentro das incontáveis mutações do mundo e suas adaptações diante de novas realidades, hoje passamos por uma muito marcante. Marcante a ponto de romper as fronteiras do que temos como realidade, possibilitando a criação de outras tantas.

A evolução de nossa consciência aliada à evolução tecnológica leva-nos hoje a procurar por mais qualidade de vida em todos aspectos os quais sempre consideramos em nossos projetos. Agimos para criarmos lugares melhores para viver, se divertir e trabalhar. Não de uma forma unitária e egoísta visando a satisfação de poucos, mas de uma forma mais ampla e democrática onde a noção de que você, seu espaço e atitudes influenciam os outros indivíduos, formando uma cadeia infinita de elementos e relações entre eles.

Sob este ponto de vista nos importamos muito com a influência de um projeto em seu contexto, nodia a dia do entorno e pessoas as quais o espaço pertence, assim como a influência do meio ambiente.

Nosso trabalho tem a intenção de contribuir com esta busca e evolução, portanto encaramos cada projeto como uma nova possibilidade de melhorar sua área de influência, criando edifícios bem pensados que contribuam para o todo agregando qualidade à cidade e à vida dos usuários.

Através de nossos projetos e estudos, procuramos transferir nossas aspirações neste sentido, considerando alguns preceitos sobreo homeme, o espaço e sua preservação, materiais e técnicas empregadas, o verde e o uso consciente da energia.

Acreditando na capacidade que o espaço tem de atuar no comportamento das pessoas, esperamos que estes gestos e pensamentos venhas contribuir e agregar qualidade na evolução de nossas vidas.

Flexibilidade dos Espaços e Preservação

Concebendo espaço flexíveis e adequados a cada necessidade permitimos e incentivamos, com pequenas intervenções, o reaproveitamento dos mesmos conforme a passagem do tempo atendendo a diferentes programas e exigências. Diminuímos, desta maneira, a necessidade de novas ocupações em área vazias e economizamos, pois, torna-se desnecessário a demolição deste edifício evitando uma nova construção que consumiriamais energia e recursos.

Uso dos Materiais

Buscando técnicas e materias adequados para cadas edifício e local em que este se situa, visamos à econimia de recursos apra a construção e manutenção deste, bem como sua capacidade de reaproveitamento, reciclagem e adaptação. Nosso compromisso de trabalho e de pesquisa se dá também sobre o estudo e uso de materias cuja matéria prima ou produto acabado requer pouca energia no processo de sua extração, manufatura, transporte e montagem, apresentando baixo custo ambiental.

Energia

Procuramos sempre, desde a conceituação de cada projeto, aproveitar os recursos naturais disponíveis, contribuindo com a boa qualidade ambiental e arquitetônica dos edifícios fazendo uso de fontes mais limpas de energia.

Quano há uma busca neste sentido, o projeto permite, com certos recursos de baixo custo, o uso de luz e ventilaãonatural durante todo o dia, evitando o super dimensionamento de equipamentos de ar condicionado e iluminação, um dos maiores responsáveispelo consumo de energia elétrica no mundo. Desta maneira criamos ambientes mais humanizados e agradáveis aos usuários.

Estudamos com frequência o uso e o desenvolvimento de tecnologias alternativas nos sistemas elétricos, hidráulicos e de gerenciamento procurando, sempre que possível, incorporá-las em nossos projetos.

Áreas Verdes

O verde nos traz vários benefícios à saúde, principalmente sob os aspectos psicológicos. Além de contribuir com o ambiente melhorando a qualidade do ar, umidade e permeabilidade, nos ajuda psicologicamente, pois nos acalma a dá prazer contribuindo com o bem estar das pessoas dentro e fora dos edifícios.

Como constantemente ele vem sendo "roubado" de nós, principalmente nos centros urbanos, buscamos preservar ao máximo a vegetação existente em cada terreno e ainda criar e incorporar em nossos projetos mais áreas verdes. Tentamos resgatar e devolver aos usuários, cidadãos e cidade o contato com a natureza.

Procuramos, desta maneira, propor uma relação de simbiose entre edifício, natureza e cidade criando ambientes mais agradáveis, funcionado também como equipamento urbano.