INOVAÇÕES

PORSCHE%2520BSB_edited_edited
PORSCHE%2520BSB_edited_edited

press to zoom
P1050446
P1050446

press to zoom
Slide123_edited
Slide123_edited

press to zoom
PORSCHE%2520BSB_edited_edited
PORSCHE%2520BSB_edited_edited

press to zoom
1/4

CONHEÇA ONDE INOVAMOS

A HIARQ projetou e implantou a primeira concessionária de veículos importados do Brasil após a abertura do mercado promovida pelo então presidente Fernando Collor em 1991 . Foi uma revenda Citröen, que por ser a primeira, virou referência para o setor automotivo.

Primeira concessionária de veículos importados do país (1991)

1.

No mercado automotivo, nas concessionárias, introduzimos a visão do show room para a oficina, "mostrando a cozinha". Virou paradigma do mercado, onde até hoje todas as marcas de veículos vinham adotando como padrão.

Visão do Show Room para oficina nas concessionárias de automóveis (1991)

3.

Fizemos o primeiro empreendimento com formato, o Resort Tamboré. Fomos contratados para fazer o projeto de oito torres residenciais, num único terreno, separadas duas a duas em distintos empreendimentos. Fazendo uma análise da macro região, indo até o nível do lote, tivemos como resultante um modelo com todos os prédios em um único empreendimento, faseado, com tipos distintos de unidades e com todas as áreas comuns e infraestrutura única. O ganho de escala permitiu ter um clube muito bom, ao invés de pequenas áreas de laser para cada conjunto, a implantação permitiu todos estarem inseridos numa grande praça, além dos ganhos econômicos dados pela escala. A solução levou os empreendedores a reduzirem de oito para sete torres, pois nesse novo formato, o resultado seria o mesmo que se tivessem as oito torres do na configuração original, duas a duas. As vendas foram muito rápidas. O empreendimento virou o modelo para o mercado imobiliário, sendo agraciado com o “PRÊMIO MASTER IMOBILIÁRIO” - Soluções Urbanísticas.

Criação e projeto do primeiro "Condomínio Clube "/ "Home Resort" (2005)

5.

Em 1998 na obra da concessionária AUDI Jaguer no Rio de Janeiro, usamos de forma inédita, nas construções comerciais, um sistema de cogeração, onde todo o sistema de ar-condicionado é energizado por uma unidade de transformação de gás em eletricidade. Isso rendeu o “Prêmio de Eficiência energética SMACNA 1999”

Uso de energias alternativas (1999)

2.

Fomos chamados para fazer um projeto diferente para a quadra U2 de Tamboré. Após análise regional, social e dos demais elementos indutores da região. Os estudos nos levaram a um modelo, com diversos usos dentro do mesmo edifício. Algo que até então só havia nos EUA e Europa. Os incorporadores acreditaram no conceito e lançaram o TRIX, que foi o primeiro edifício dentro do modelo de “Mixed Use”. Virou um novo paradigma para o mercado. As vendas no final de semana do  lançamento bateram os 70%, em um mercado com dois anos e meio de estoque. Rendeu o “PRÊMIO MASTER IMOBILIÁRIO” - Soluções Arquitetônicas.

Criação do primeiro “Mixed Use” do mercado nacional (2013)

4.

Em 1998 na obra da concessionária AUDI Jaguer no Rio de Janeiro, usamos de forma inédita, nas construções comerciais, um sistema de cogeração, onde todo o sistema de ar-condicionado é energizado por uma unidade de transformação de gás em eletricidade. Isso rendeu o “Prêmio de Eficiência energética SMACNA 1999”

Criação e projeto da primeira concessionária POP-UP da PORSCHE no mundo (2018)

6.

Projeto para as adaptações das primeiras concessionárias a receber os carros elétricos e suas peculiaridades. 

Primeiras concessionárias de automóveis do futuro (2019)

7.

A partir do piloto feito na Califórnia, fez projeto e implementou a primeira Concessionária PORSCHE a ficar pronta dentro do novo padrão mundial. Já vista como o modelo de concessionária do futuro, com todas as técnicas para as novas gerações de veículos elétricos.    

Projeto do primeiro dealer PORSCHE dentro do novo padrão mundial (2019)

9.

Padrão de chegou a ser implantado em toda a América Latina.

Desenvolvimento do padrão para a rede Chrysler e sua implantação (1997)

11.

Através da Green Mind, empresa de desenvolvimento parceira da HIARQ, participou da criação, patrocinou e implementou, o primeiro sistema nacional de logística reversa a ser implantado no Brasil.

​Teve participação ativa na criação, implementação e gestão do INRE – Instituto Nacional de Resíduos. Sistema de logística reversa de resíduos eletroeletrônicos, indo da capacidade de coleta até a transformação ou destinação final, com certificação. Participaram mais de 350 CNPJs, em doze estados e mais de 80 cidades. O sistema operou num crescente por 5 anos. Com excelente big data devido aos processos de controle. O modelo por nós criado, depois de ser validado por todos os participantes das discussões, ajudou com que foi apresentado no edital de chamamento para o Acordo Setorial.  Devido à demora para a assinatura do mesmo, colocamos o sistema em holding no início de 2019. Pronto para funcionar, com todos os participantes em uma grande rede nacional, assim que o acordo estiver efetivamente implementado.  

Criação, patrocínio e implementação do 1º sistema nacional de logística reversa  de REEE do Brasil (2012-2018)

13.

Apesar do padrão ter sido desenvolvido na França, foi aqui que fizemos a primeira.

Projeto da primeira concessionaria dentro do atual padrão mundial da CITROEN (2009)

8.

A HIARQ está operando da mesma eficiência que opera há mais de trinta anos, só que totalmente na nuvem, dede o início de 2019. Toda a estrutura que era física foi espelhada. Nossa produtividade aumentou.

Primeiro escritório de arquitetura completo na nuvem (2019)

10.

Desenvolveu para o Grupo EBX e suas subsidiárias a modelagem de Smart City para o Porto Açu. Ficou no modelo devido desmanche do conglomerado.

Participou dos primeiros projetos de Smart City no Brasil (2012)

12.

Também pela Green Mind, participou em 2009 do desenvolvimento do primeiro modelo de sistemas conjugados de energia e produção, dentro das usinas eólicas. O que chamamos de “Usina dentro da Usina”.

Desenvolvimento do primeiro modelo de sistema  conjugado de energia e produção, dentro das usinas eólicas (2010)

14.

Participou, através da Green Mind, do desenvolvimento do primeiro sistema de geração e consumo de energia dentro do modelo de coletivismo. Modelo gerado e testado em 2011, estava pronto para início de operacionalização com a EDP, quando a Dilma assinou em 2012 decreto que foi um golpe para as empresas de energia. Colocamos em holding.             Voltamos agora estudar com nossos parceiros e devido a regulamentação atual, o sistema está se mostrando de uma eficiência ainda maior para os dias de hoje. Permitindo grandes economias para os consumidores. Estamos em busca de investidores para a irmos a mercado.

Desenvolvimento do primeiro sistema de geração e consumo de energia dentro do modelo de coletivismo (2010)

15.

Para ajudar o bairro nas questões de urbanidade, buscamos uma associação de moradores local e não encontramos. Vimos a oportunidade de criar uma. Foi feita uma pagina web e um grupo no Facebook. Virou a entidade que atende ao moradores da região perante a prefeitura, órgãos públicos, conselho de segurança do bairro e ações sociais. A plataforma criada virou uma ferramenta democrática de gestão e participação ativa dos moradores do bairro.

Criação da AMOR Pinheiros – Associação de Moradores de Pinheiros (2017)

16.

Participa do modelo da criação do Meta Clube – espelho de um clube físico, para nuvem, com as devidas disrupturas.

Através de trabalho voluntário, está ajudando o Clube A Hebraica de São Paulo a ter seu ambiente virtual em momento de confinamento. Onde está permitindo ao clube se manter ativo e com atividades em ambientes virtuais para que os sócios se encontrem e participem. Modelo começou como piloto e agora está sendo replicado.

Criação de MetaClube (2020)

17.

A concessionária PORSCHE da Vila Olímpia, em São Paulo, de projeto HIARQ, recebeu a instalação do primeiro ponto destinado a carga rápida para os veículos de seus clientes. O equipamento permite atingir 80% da carga total em apenas 15 minutos. Todo o edifício é adaptado para a nova geração de veículos.

Projeto da primeira concessionária do Brasil preparada para cargas rápidas nos veículos elétricos. (2020)

18.

Empresa coligada

Venha nos conhecer e veja como poderemos atender e ajudar a viabilizar seu projeto, imóvel, negócio ou empreendimento. Teremos o maior prazer em recebê-lo em nosso ambiente digital.

Imagem1.png

Nos últimos 30 anos tivemos a oportunidade de fazer projetos, consultorias ou negócios em diversos setores da economia. Fazíamos projetos utilizando os conceitos de Green Building de forma oculta, pois se colocássemos em pauta, era visto como frescura de arquiteto. Como os projetos em geral sempre foram executados por equipes de engenharia, o que estava na planta ia para a obra. Todos se beneficiavam no final. Com isso fomos conquistando confiança e fidelização.

Conforme os desafios vão surgindo, através de uma visão multidisciplinar, as soluções vão surgindo. Quando buscamos entender as várias opções que despontam para resolver as equações, além de chegarmos num resultado que atende às necessidades, não raro, acabemos nos deparando com novas alternativas. Não basta apenas pensar nas novas soluções, tudo fica mais interessante quando partimos para a viabilização, o teste, a sensação de estar fazendo algo sem precedentes.

 

O convencimento dos demais se dá quando fecha a equação, seja ela qual for. Quando as proposições fazem sentido para os líderes dos processos e os riscos são aceitáveis, as chances aumentam muito. A arquitetura permite, através dos projetos, fazer com que se enxergue antecipadamente o que será construído. Aliás a projetação serve exatamente para isso, para antecipar o que se propões de maneira virtual. Antes no papel, agora de forma digital. Usando as ferramentas que dispomos a cada tempo, como recursos humanos com as mais diversas competências e qualificações, recursos financeiros e materiais, podemos desenvolver ou trabalhar com diversas inovações, algumas delas extrapolaram o campo da arquitetura e foram para outras áreas, como resíduos e energia. Mas, sempre dentro de espectro dos sistemas urbanos integrados, ou Smart City.

Fazendo agora, com nossa equipe, um trabalho de releitura e avaliação, já adaptados ao novo formato de home office, que implantamos há mais de um ano. Mas agora, estudando como são os novos formatos e hábitos que todos estão sendo obrigados a incorporar. Algo que já está acarretando mudanças nas formas de uso, consumo e pensar. Com isso termos os elementos para nossos projetos e negócios, atuais e novos.

Listamos acima algumas inovações que pudemos apontar. Certamente várias não estão citadas, pois, estão incorporadas em detalhes de projetos, difícil de lembrar dentro dos mais de 2,5 milhões de m² que já passaram pelas nossas mãos. Algumas viraram paradigma de seus mercados, outras serviram como aprendizado, talvez por estarem um pouco antes de seu tempo. 

Provavelmente o que levou a um trabalho tão rico em termo de soluções foi a personalidade e perfil da equipe HIARQ. Onde ética, os desafios e as inconformidades são estímulos para ir atrás dos resultados. Não bastando se ater aos pensamentos, mas colocando-os em prática.

Todo esse background é utilizado nos projetos atuais do escritório, que atento aos movimentos, já está começando a estudar os espaços do futuro. Trabalhando no entendimento das mudanças, hábitos e usos, tanto dos espaços individuais como coletivos. Indo da escala do indivíduo ao bairro.

Toda ajuda e parceria é bem vinda para evoluirmos e continuarmos transformando.